Companhia diária

Estou revisando pela enésima vez “Um ninho pra chamar de seu – Reflexões na meia idade”. Na verdade foram três revisões completas. Esta é a quarta. Perfeccionista, eu? Não, apenas ambos estamos em constante processo de mudança.
À medida que vou aprendendo a escrever melhor, observo com mais crítica e conhecimento meus escritos. E crônica nunca foi meu forte. Como psicóloga acho que me estendo muito, tem sempre algo mais a ser explorado. Por isso, resolvi dar uma roupagem nova a meu antigo livro e inscrevê-lo com melhores chances (assim espero) num concurso literário.
Esse é o espaço em que toda a revisão acontece. É meu universo durante várias horas do dia.

E para me acompanhar nada melhor que um bom café. Descobri um jeito de fazer a melhor “canelinha” do mundo. Para quem não conhece, canelinha é um tipo de café salpicado com canela em pó. E para quem gosta de ambos – canela e café – aí vai uma dica. Substitua a colher pela canela em pau. Assim, enquanto seu café descansa, a canela vai impregnando suavemente e dando um sabor divino ao café.
O único problema é a quantidade diária de café que estou tomando….. mas, que é uma excelente companhia neste momento e neste universo, não tenho a menor dúvida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s