Minha quinta-feira

Propus-me escrever um pouco a cada dois dias e alimentar meu blog com mais regularidade. A ideia é escrever quatro horas diárias e ler outras tantas. Pelo menos enquanto não surge O NOVO PROJETO, ou meu consultório comece a bombar. E como ontem e hoje (último dia de aula na minha especialização. Hiphip, urra…..) foram corridos, resolvi falar um pouco da minha quinta-feira. Tipo diário mesmo. Ou pelo menos, o diferente na mesmice do dia a dia de uma quinta-feira.

Fui pela primeira vez na Mega Artesanal. Para quem não conhece é a maior feira de artesanato do Brasil (assim me pareceu). Além de expositores e lojistas, o imenso Centro de Exposições Imigrantes foi tomado por toda sorte de artesãos e artesanatos. Velas, sabonetes, patchwork, scrapbooking, tricô, crochê, tear, bordados, trabalhos em ferro, madeira e argila. Máquinas de costura, de corte, do bordado. E tudo que se pode imaginar que mãos hábeis possam confeccionar. Meus bySuzete receberam um reforço considerável.
Como marinheira de primeira viagem não fui a caráter para a ocasião. Tadinhos dos meus pés. Lindos e trucidados nas belas botas escolhidas para a maratona do dia. Além de nós – eu e minha amiga Ciana – centenas, ou melhor, milhares de outras mulheres (em sua grande maioria) circularam curiosas pelas novidades e promoções que se espalhavam pelos 240.000m2 do gigantesco pavilhão. Acredito que as 5.000 vagas de estacionamento estavam totalmente preenchidas. Sem contar nas dezenas de ônibus que cuspiam levas e mais levas de mulheres prendadas e arteiras.
Retornando ao silêncio e ao conforto do lar – algumas horas e quilômetros rodados depois -, uma breve pausa e descanso para meus pezinhos esgualepados. A noite se estenderia na Livraria Cultura do Shopping Bourbon Pompéia. Fomos ao lançamento de um livro sobre consumo consciente e fiquei encantada com a quantidade de homens engravatados que compareceram em peso ao evento. Quem mandou querer ser romancista??????
Mas, a cereja do bolo ainda estava por vir. Compras de supermercado. Normalmente meu programa odioso da semana. Imaginem que em São Paulo descobrimos um Supermercado Zafari , e dentro dele tudo que encontramos nos Zafaris do RS. Cucas, pinhões, nata, pão preto Nutrella e as carnes. Únicas no mundo. Minhas preferidas são as picanhas.
E minha cara metade gaúcha veio com uma de paulistano: é picanha de Red Angus? Hã? Como? É picanha de Red ou Black Angus? Ora, sei lá se é Red, Black, White, Green ou Yellow Angus.
É picanha do Rio Grande do Sul.
Sacrilégio questionar sua procedência. Ora, ora, ora.

Um comentário sobre “Minha quinta-feira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s