Palavrão

Crianças, me perdoem! Do fundo do meu coração, da minha alma, da minha pessoa, de mim mesma. Perdoem-me. Me desculpem. Mas, acho que não tem mais jeito. Vou ter que usar a palavra “foda-se” de vez em quando.
A vida toda ensinei que era palavrão. E ainda é. Mas todo mundo usa. Só eu que ainda não.
Todos usam. Até Luiz Fernando Veríssimo, Martha Medeiros e Lia Luft. Jorge Amado já usava há séculos. Todo mundo fala. Só eu que ainda não.
“Vai tomar no ..” nem pensar. Mas todo mundo diz. Só eu que não. AINDA NÃO.
Estranho estar pedindo permissão. Mas como posso falar se a vida toda proibi que vocês falassem?
Então, como posso?
Posso?

Um comentário sobre “Palavrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s