Na academia

Nem vi meu amor sair da cama
Fazer barulho pra ganhar café da manhã.
Estava em coma e não sabia.
Exausta fui erguida.
Beijo gostoso de despedida.
Pilates às 9?
Fui.
Ainda dormindo encontrei Patrícia
Animadíssima.
E eu, aninhada no casaco quente
Acordando. Ela, espevitando há horas.
Ritmos. Apenas isso, pensei.

Pilates sem aparelhos?
Ok, nunca fiz.
Em pé
Braços, pescoço, cabeça, nuca, tronco.
Agradável alongamento
Variável e diferente.
No chão.
Hora das pernas, glúteos e abdômen.
Sinto-me uma parkinsoniana.
Tremo inteira
Mal consigo ficar alinhada.
Joelhos com quadris? Onde fica?
E caio na lona.
Exaurida. Trêmula.
Céus, sinto-me um caco desgovernado.
Uma baleia à deriva.

Ioga. Graças a Deus.
Dia de trabalhar respiração.
Inspirar e expirar. Inspirar e respirar.
Pulmões e nariz em ótimo estado.
Respiro pelos olhos e pelo coração.
Em ótimo estado.
Levar o umbigo até a coluna. OK. Foi.
Sentir o assoalho da pelve
E fechar as cavernas.
Contrair e descontrair.
Me conecto com o mundo
E comigo mesma.
Ooooouuuuuuuuummmmmmmmmmmmmm.
Um cobertorzinho.
Oooooouuuuuuummmmmmmmmmmmmmmmm.
Derrubadézima.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s