Ordem/Desordem

Quinzena agitada, produtiva, cansativa.

Faxina e organização.

Pastas, arquivos, CDs e DVDs

Gavetas e prateleiras.

Caixas, bolsas e sacos.

O mundo num caos.

Mal necessário.

Apesar dos pesares

Apesar do tempo curto

Do excesso de tudo

Do corpo e alma doídos

Da casa abaixo.

Apesar do todo que me envolve

Que se entranha nos cantos

Nos desejos, nos projetos.

Anaïs Nin me embala sonolenta

Nem seu diário expurgado

Impressiona e espanta.

Minhas distrações e alienações

São mais fortes e impactantes.

Já quase terminando.

A ordem brilha

E convida a novas desordens.

Tão brilhantes quanto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s