Seleção de Livros 1

Acredito que, como tantas outras coisas, aprendemos a ler com nossos pais, em casa, ainda crianças. Aprendi muitas coisas boas com eles, mas não o hábito da leitura. Esta, adquiri ao longo da vida e foi um aprendizado movido pela escolha  pessoal. Meu pai até tinha alguns livros que sumiram. Lembro-me vagamente deles, de algumas figuras e capas. Ficavam chaveados num armário e por isso presumo que eram textos proibidos para uma pirralha enxerida. Na escola li os livros obrigatórios e não aprendi a gostar de Machado de Assis, Graciliano Ramos ou Érico Veríssimo. Era imatura demais para tanto. E o que é obrigado passa a ser o rejeitado. Depois veio a faculdade e com ela a relação dos livros indispensáveis para pesquisa, leitura e estudo. Com minhas especializações o leque se abriu e montei uma bela biblioteca. Muitos livros ainda tem cheiro de novo e o amarelar é por falta de uso e exercício. Aos poucos, abracei a literatura propriamente dita. Romances, suspenses, biografias, crônicas, poesias e todo um universo novo e envolvente. Após uma vida dedicada a leitura de textos técnicos e à formação de uma invejável biblioteca de livros de Psicologia, meu início literário foi como uma feira na hora da xepa. Fui pegando de tudo. Tudo era novidade e interessava. Assim, tenho de tudo um pouco. De indicados e recomendados a abacaxis encalhados. Na medida do possível, leio todos. Do início ao fim. Não consigo deixar um livro inacabado pelos cantos ou engolido na prateleira. Pode demorar mais e mal deixar marcas, mas não desisto até alcançar o FIM. Tenho livros que me fizeram dormir e outros que simplesmente tiraram meu sono.  Estes são os meus preferidos. Minha biblioteca de Lajeado – assim como a de São Paulo – é  portanto, bem variada e diversificada. Como tenho indicado livros no meu blog, pensei em quantos ficariam excluídos – já que foram lidos ao longo dos anos  – e achei interessante fazer ao menos uma listagem e um breve comentário sobre alguns. Segue a primeira seleção:

–       Nas peles da Cebola, de Günter Grass. Fala sobre como o povo alemão viveu o holocausto.

–       A Casa dos Espíritos, de Isabel Allende. Uma das minhas autoras prediletas. Tanto o livro como o filme são imperdíveis e valem sempre uma releitura. Dela li também Zorro, Paula e Afrodite.

–       A Razão dos AmantesMãe Nossa que estais no Céu, de Pablo Simonetti. O autor chileno foi uma bela surpresa e recomendo os dois livros. Aborda o homossexualismo de forma sutil, e ao mesmo tempo, impactante.

–       Se eu Ficar, de Gayle Forman. O livro é um achado. Relata a escolha entre a vida e a morte de uma paciente em coma. Recomendei este livro a pacientes suicidas.

–       Ente Amigas, de Evelyn Holst e Sabine Reichel e A vida na porta da geladeira, de Alice Kuipers, são textos diferentes e muito interessantes. Enquanto o primeiro relata a troca de e.mails entre duas amigas durante um período, o segundo, relata a comunicação entre mãe e filha nos tempos modernos, através de pequenos bilhetes deixados na porta da geladeira. Ambos são emocionantes e valem a leitura.

–       O menino do pijama listrado, de John Boyne. Fantástico e imperdível. Um dos raros casos em que o filme é tão bom quanto o livro.

–       Terapia do Chocolate, de Cathy Lamb e Um bom tricô, de Debbie Macomber são água com açúcar. Ótimos para a beira da piscina numa tarde de verão. Ou em frente à lareira numa noite gelada e chuvosa de inverno.

–       O Clube do Filme, de David Gilmor. Quem me indicou o livro foi uma colega psicóloga. Um belo e diferente exemplo de relacionamento pai e filho adolescente. Ao final da leitura, uma lista de filmes a serem revistos com um novo olhar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s