A família como estimuladora da aprendizagem

http://www.flickr.com/photos/johncarleton/33052669/

A família é parte de um contexto amplo, moldada pela sociedade e pelo legado familiar. Ela cumpre com duas funções básicas:

– Garantir a sobrevivência (proteção psicossocial, afeto, carinho, comida, casa, vestimenta, etc.);

– Transmitir o legado familiar (crenças, costumes, tradições, etc.) Famílias de médicos, traficantes, professores, etc.

Como em qualquer organização social, também na família existem regras, políticas e padrões de funcionamento. Nem sempre claras e verbalizadas. O silêncio diz muito. Nossos comportamentos, pensamentos e atitudes transmitem crenças e valores: valor do ensino, transmissão da violência, mentiras, racismo, etc. É a chamada linguagem familiar, que se inicia tão logo ingressamos na família. O que acontece por nascimento, adoção ou casamento. A interação inicial com o mundo é feita através da mãe, depois pela família. A forma de agir, pensar e viver são introjetados como certos, copiados e repetidos. A criança se adapta ao funcionamento familiar assim como a família se adapta à sociedade na qual está inserida, flexibilizando-se para acomodar mudanças sociais (telefone celular, internet, questionamento de autoridade, etc.) e mudanças inerentes ao ciclo vital familiar e pessoal. Quando a criança sai do meio familiar e ganha o mundo, inicialmente através da escola, noções de limites, regras, respeito e moral já estão introjetadas. Se em casa ela não aprendeu estas noções , esta dificuldade repetir-se-á fora de casa. Quanto mais claras e explícitas forem as regras, mais fácil a educação e as relações intra e inter familiares.

Cada família é única. Pais e filhos não são iguais em termos de autoridade e responsabilidade. Quando o papel dos pais não está bem definido, é provável que busquem na força física ou psicológica uma forma de controle e dominação, para deixar bem claro quem manda em casa, demonstrando assim, insegurança para exercer a paternidade, disputando com os filhos o controle e poder familiar.

Ser pai/ mãe não é fácil e o erro é quase sempre inevitável.

Dar limites e contenção é uma forma de educar. Assim como os carros precisam de um caminho para chegar a seu destino, as pessoas também precisam. Os pais tem a obrigação de sinalizar aos filhos caminhos a seguir. Somos seus primeiros professores. Quando a criança vai para a escola, a família espera que esta cumpra com algumas funções: educação, conhecimento e socialização.  A escola está cada vez mais presente no dia a dia das famílias, com a creche e a educação infantil, não sendo raro a criança ter mais contato com colegas e professores do que com os próprios pais. Tem que ter cuidado com a idéia de terceirização da educação dos filhos. Relação quantidade de tempo X qualidade de tempo da atenção e dedicação aos filhos.

Tanto a instituição familiar como a escolar tem uma estrutura hierárquica definida com regras que devem ser cumpridas. O não cumprimento torna ambas disfuncionais. A relação família/escola é fundamental para o sucesso da aprendizagem escolar. Apenas 5% dos problemas de aprendizagem têm causas orgânicas. Os outros 95% são uma combinação de vários fatores:

– Deficiência no processo de receber a informação;

– Dificuldades de atenção;

– Oposição às tarefas escolares;

– Ansiedade pelo desempenho;

– Falta de esforço e motivação.

Portanto, além das dificuldades neurológicas e orgânicas, componentes emocionais, motivacionais e sócio-econômicos podem interferir no aprendizado. A aprendizagem também tem um importante componente individual para acontecer, onde corpo, organismo, inteligência e desejo precisam estar presentes.

Fatores externos podem contribuir para favorecer o aprendizado:

Clima de tranqüilidade: aceitar o ritmo da criança tendo expectativas compatíveis com sua capacidade. Um ambiente sem violência física, verbal, psicológica oportuniza um aprendizado prazeroso. Como muitas vezes os pais sentem-se também avaliados pelo rendimento dos filhos (Atestado de competência paterno-materna) a pressão pode ser grande.

– Relação de confiança: frente ao fracasso ou dificuldade escolar, que os filhos possam contar com o apoio dos pais sem medo de castigos, ameaças, punições. Frequentemente, as dificuldades são a forma encontrada pela criança para chamar a atenção familiar.

Valorizar o ensino e aprendizagem: Valorizar sempre o esforço e dedicação, mesmo que os resultados sejam mínimos. Elogio (como dá-lo?) Valorizar a escola e o professor. Linguagem paterna = Linguagem escolar.

– Regras firmes para permitir organização e flexíveis para permitir experimentação e escolha: ajudar na organização, horários, estudos, temas, material escolar, principalmente nos primeiros anos. Pais precisam tolerar a angústia frente ao fracasso. EX: não fazer o tema para os filhos. Permitir o erro é acreditar na capacidade do filho e conduz ao aprendizado.

Aceitar as dificuldades escolares dos filhos: negando as dificuldades, os pais procuram um culpado para o fracasso do filho (escola, professores – perseguição, má vontade, etc). O diálogo e a parceria escola e família é essencial, assim como motivar, incentivar e respeitar. Não importa a idade, se existem ou não dificuldades, se a criança vai bem nos estudos, se é estudiosa, disciplinada ou não. O apoio e o elogio – quando bem dados – faz maravilhas para a auto-estima e o aprendizado das nossas crianças.

2 comentários sobre “A família como estimuladora da aprendizagem

    1. Olá Sandra!!!!

      Que bom que gostastes. Caso continues lendo meu blog, faça sempre algum comentário. Para quem escreve é um estímulo fantástico. E se for negativo, com certeza irá me auxiliar a melhorar como escritora blogueira.
      Obrigadão.
      Suzete

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s