Alguns entre os bons

Alguns livros tem a difícil missão de servir de hiato. Raramente – entre um livro bom e outro – encontro outro bom. Chamo estes de livros de respiração. De passagem. São livros para marcar o passo e não perder o pique. Sinceramente, acredito que sejam bons. Apenas os li numa ordem que não os privilegiou. Nesta linha, li:

  1. “A Disciplina do Amor”, de Lygia Fagundes Telles. Textos curtos, fragmentos, contos, frases. Encontrei um posfácio da profe Noemi Jaffe – Alguma coisa não dita. Gostei de ler textos inacabados, podendo ainda ser. O exercício de um escritor.
  2. “Amigas da Yoga”, de Rain Mitchell. Desconfio de erros de tradução. Mesmo assim, o texto ficou superficial. Adoro yoga e esperava algo mais profundo, mais esotérico. Coisa minha.
  3. “O quarto de Jacob” (inacabado) e “Entre os Atos” de Virginia Woolf. Acho que ainda não estou pronta para ler Virgínia. Não consegui me envolver com nenhum dos dois livros. Possivelmente não sejam livros de passagem.
  4. “Incesto”, de Anais Nin. O texto é forte e autobiográfico e retrata um período de vida da escritora. No entanto, o formato em diário, não me agradou. Apesar de intenso, o livro apenas me instigou a comprar outro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s