“A Casa dos Macacos”

Primeira leitura do ano. O livro é gostosinho e o tema diferente. Mistura de relato de experiência, suspense e ação. O estudo científico sobre a aquisição da linguagem e a cognição de grandes símios – os bonobos – é transformada numa trama envolvente e bem articulada. Sara Gruen – que também escreveu “Agua para elefantes” (veja post do dia 21.06.2011) – relata a dedicação de uma pesquisadora e seu amor pelos macacos bonobos. “Com o passar do tempo eles ficaram mais humanos e eu fiquei mais bonobo.” é a frase que sintetiza o sentimento de Isabel, a pesquisadora. Diariamente, vemos esta fusão de sentimentos e envolvimento afetivo com nossos animais domésticos, tidos como filhos, companheiros, irmãos. Animais Família. Nesta relação também ficamos mais gatos, mais cachorros, mais papagaios. Mais gente.

Em poucos dias teremos a versão humana para a Casa dos Macacos. O Big Brother Brasil. Ou seria o contrário?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s