Minha Palavra: APRENDER

Dias atrás assisti com meu marido – pela enésima vez – o filme “Comer, Amar, Rezar” (post de 05.09.2011).  Com Sky em casa e os filmes sendo reprisados o tempo todo, tenho assistido – e gostado – de assistir o mesmo filme várias vezes. Assim também, tenho gostado de reler livros. 1,2,3 até 4 vezes. Meu recorde. Cada nova vez é única, pois vejo/percebo coisas diferentes. Desta vez saí encafifada do filme com A Minha Palavra. Durante o filme, em Roma, os amigos de Elizabeth perguntam a ela qual palavra a definiria. Só bem no final do filme ela descobre sua palavra: “atraverssiamo”. Em italiano quer dizer algo como atravessando, travessia, passagem. No dia em que reassisti ao filme fiquei pensando em qual seria a palavra que me define. Hoje deu aquele click. APRENDER. Sempre gostei de aprender: desde fazer tricô, arraiolo, crochê, jogar tênis, dança do ventre, yoga, tocar violão, aprender alemão, inglês, computação, fazer velas, várias especializações, culinária vegetariana, workshops……… Enfim, sempre que posso, busco novos conhecimentos e aprendizados. Acredito que conhecimento não ocupa espaço e que uma coisa leva à outra, pois tudo está interconectado. Mosaico, patchwork e scrapbooking apesar de trabalharem com produtos diferentes (azulejo, tecido e papel) são técnicas de reaproveitamento de tudo que temos. A essência do processo é extremamente similar. Inglês e alemão, espanhol e português, tem muito em comum. Hoje comecei a fazer um curso sobre Mídias Digitais. Nesta primeira aula (serão 4 ao todo) tive um “overview” sobre este universo envolvente e penetrante. Possivelmente sou a mais vivida do grupo. Rsrsrsrrsrs A maioria são meninas novas – a mais nova tem 16 anos – e a grande maioria tem blog de Moda. Dos 18 inscritos apenas dois homens: um jornalista e “alguém” que ninguém gosta do que posta, nem no Blog nem no Facebook. O bacana neste tipo de curso – já me permito isso e sem vergonha alguma – é que não sinto obrigação de saber e conhecer palavras ou tecnologias de informática. Mesmo que às vezes me sinta quase uma analfabeta digital, uma ET, uma cocoroca, pergunto sem receio as coisas mais estapafúrdias. Podem até ser óbvias depois, mas pra não ficar boiando na maionese, vou logo perguntando. Como hoje foi meu primeiro dia – e primeiro dia é primeiro dia – observei mais do que falei (talvez um hábito enraizado de psicóloga clínica). Pra amanhã, já estou com uma lista de questionamentos com 9 itens. Durante a noite, certamente a lista vai se alongar. Espero que meus colegas me aguentem, porque desde sempre mas só hoje percebi, APRENDER é minha palavra. E pra aprender tem que fazer, errar, refazer, acertar, melhorar, tirar dúvida, insistir, praticar, persistir, perguntar. Até conseguir.

Acabei de lembrar de mais 1 item.co

4 comentários sobre “Minha Palavra: APRENDER

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s