Lola

ATO I

Lola acordou de mais um de seus pesadelos. Já devia estar acostumada, afinal, toda noite era a mesma coisa. Tinha consciência de que os pesadelos começaram um pouco antes do seu aniversário de 50 anos. E por mais que soubesse que o motivo para tê-los era muito bobo, não conseguia evitar. Ainda trêmula, pegou o cigarro no criado mudo e arrastou-se até a sala. Era lá que recuperava um pouco do equilíbrio e se acalmava. Sobre a mesa empoeirada, cheia de jornais velhos, copos e xícaras usadas e cinzeiros lotados de bitucas de cigarro, Lola encontrou seu conforto diário: álbuns de fotografias. Aninhou-se no sofá puído e mofado e ainda abalada pelo impacto do pesadelo, pegou, abraçou e abriu um dos álbuns da pilha sobre a mesa. Era gostoso abraçar os que não mais estavam com ela. Era doloroso acordar e estar sozinha. Olhar as fotos também podia ser doloroso, mesmo assim, as olhava todos os dias, pois representavam os troféus de sua vida. Desde seu divórcio e da saída de Joana, Lola vivia num ioiô de emoções. A festa de 50 anos era apenas a ponta do iceberg. Sentia-se uma velha decadente e inútil. Aposentada por invalidez, traída pelo marido, a filha que preferiu mudar para um república, os poucos amigos. E pra piorar, seu salário congelado há séculos, mal dava pra pagar o aluguel e os antidepressivos que era obrigada a tomar. Pelo menos as fotos lhe lembravam outra época, outros momentos e outros sentimentos. Havia cor, vida e energia nos rostos sorridentes e felizes que posavam nas fotos. Havia viagens, jantares e passeios. Eram lembranças suas, que ninguém podia levar ou roubar. Fechou o álbum, colocou-o cuidadosamente sobre os outros, olhou satisfeita a bagunça da mesa e da sala, amassou o cigarro no cinzeiro e foi tomar uma ducha. Colocou tênis e agasalho, tomou café preto, em pé, na bancada da cozinha, olhou curiosa a correria na rua em frente. Respirou fundo e pensou em alto e em gargalhante bom som: “Como não tem ninguém pra me encher o saco, vou assistir a nojenta da Ana Maria Braga. Todos ouviram?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s