The Cinch

Comprei minha tão desejada encadernadora e terminei 100% meu álbum da Rota 66.  Acabei comprando em São Paulo, depois de não ter encontrado nem em Vegas, nem em Frisco. Três amigos que foram aos USA também não encontraram (se é que procuraram). Tentei importar pelo site, mas, somando imposto+frete+equipamento vi que não compensava. Como não aguentava mais ver o álbum inacabado, por não ter o equipamento, resolvi colocar um ponto final em 3 X no cartão de crédito.

Depois de revisar o diário de viagem, melhorar o “jornaling”, imprimi o texto em papel vegetal, fiz as bordas em papel preto e perfurei com a Cinch.

Passei o espiral nas folhas extras e remontei o álbum.

Como não ficou perfeito, tive de improvisar. Cortei, por engano, as folhas extras 1 cm menor do que as outras. Hora de usar a imaginação e a criatividade: as páginas do diário foram cortadas em tamanhos variados e posicionadas em diferentes alturas do espiral.

Esta é uma vantagem no scrap: a maioria dos erros tem conserto e nem dá pra perceber o que é remendo. Tudo acaba com cara de planejado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s