Saudade

Dizem que hoje é o dia da saudade:

Trinta e um de janeiro de todos os anos.

E saudade, lá tem dia?

Tem dia pra qualquer saudade:

Do gato que morreu

Da avó, do amigo, avô ou pai

Que também morreram.

Saudade de filho, filha, mãe, amiga.

Saudade de comida, de café,

de rotina, de agenda.

De beijo, de sexo, de viagem,

Saudade do que se foi

Ou pretende ser.

De escolhas, tempos e momentos.

Tem saudade que dói.

Tem saudade que mata.

Às vezes, morro.

O resto é passado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s