Fujonas

Tem dias que tenho assunto

Não tenho palavras.

Ou o assunto é difícil,

Ou simplesmente

as danadinhas – as palavras –

Brincam de esconde-esconde

ou cabra cega.

São gigantes indomáveis em fuga.

Fico muda,

quando muito, gaga.

Disléxica, talvez.

Preferiria a sonora dislalia.

Dis-la-lia. Lia.

Então vou ler, caçando fujonas.

Às vezes, as encontro

em parágrafos que não são meus

em ideias, não minhas.

Elas sabem onde se esconder.

Deixo-as em paz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s