“O tempo entre costuras”

O tempo entre costurasComo diz uma amiga, li num tapa. De sexta-feira a domingo. Quatrocentas e sessenta páginas bem escritas e bem articuladas. Excelente literatura e uma história mordiscando duas grandes guerras em que a Espanha esteve envolvida. Sira Quiroga – a personagem principal – relata em primeira pessoa, sua paixão cega e obsessiva, a decadência, o renascimento, o amadurecimento e sua transformação de simples costureira espanhola à espiã da Segunda Guerra Mundial. Um texto envolvente e cativante da primeira à última página. Pena que no final faltou fôlego a María Dieñas, a autora. Talvez uma estratégia literária para a continuidade do romance, mas senti falta de notícias de vários personagens que foram sumindo na história: entre eles, o sórdido e canalha Ramiro, personagem crucial na transformação de Sira em Sirah e depois em Arish Agoriuq, que desaparece sem deixar vestígios. Enquanto outros personagens, aparentemente coadjuvantes na história pessoal de Sira, como Beigbeder,  ganham destaque e várias páginas. Talvez por ser um personagem inspirado numa figura real da história espanhola. Que seja, de qualquer forma, senti falta de saber mais notícias dele, de Dona Candelaria, do delegado Vázquez … Mesmo assim, um livro recomendadíssimo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s