Da poética da pontuação

Vírgula ou ponto final?

Depois de dois pontos, letra maiúscula ou minúscula?

Aliás, quando usá-las?

E travessões e parênteses?

Opto pela estética.

Reticências ou exclamação!

Nuances que o ponto e vírgula decepa.

Aspas e acentos:

Pelo pode ser de gato, ou não;

Para pode ser extinção ou passagem, ou não.

Evito o circunlóquio.

Acredito que a dúvida seja dirimida ao ler.

Mais ou menos como os pontos.

Tem alguns, teimosos,

Que insistem na mudança, de tempo em tempo.

Cada leitura, uma pontuação.

Um ponto de vista para cada ponto alterado.

Seria esta a poética da pontuação?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s