Dia de mudança

O interfone toca. São nove horas da manhã de uma segunda feira nublada e gelada. Escuto barulho no elevador, depois no corredor. “Bom dia! Já estamos de mudança – mostro orgulhosa a pilha de caixas que separei do depósito – já comecei a organizar e separar tudo”. “ Bom dia. Prazer sou o Nilton? José? Ademar? …. ? ….? ….?….? ….? …? “Hoje a gente vai embalar tudo que vai pra Ju-Jurerê? Santa Catarina, a senhora pode mostrar o que vai pra Lages, Lajeado e o que vai pra Jurerê?” “Você quer dizer Lajeado-RS e Jurerê-SC?” Além destes dois destinos, algumas coisas vão ficar no nosso apartamento, outras vão pro stúdio do Felipe, ambos em São Paulo. Pressinto confusão, mas percorro o apartamento e mostro os post-its amarelos presos a móveis, telas e eletrodomésticos, com os destinos previamente definidos, satisfeita da minha organização. Nove homens entram no apartamento carregando caixas, fitas, papeis, estiletes, furadeiras, escadas, pisoteando sem cerimônia meus tapetes persas. Rapidamente eles se sub-dividem e atacam ambientes diferentes.

DSC06653

Caixas são montadas e tudo começa a ser embalado sem emoção, crítica ou comentário.

DSC06655

“E isto aqui vai pra Lajeado ou Jurerê?” “Pois é, não sei. Deixa eu pensar, Lajeado. Os lustres todos vão pra Lajeado.” Peço que montem umas caixas. “Vou embalar, eu mesma, as nossas roupas.” “Sim senhora.” Me animo e desço calças, camisetas, bermudas, blusões, sapatos, preciso voltar a usar estes scarpins, mules lindas, de salto alto, empoeiradas e amassadas. “O senhor tem caixas pra roupas de cabides?” Já vou montar pra senhora.” Olho para a sala e vejo caixas e mais caixas montadas e lacradas, as canetas pilot descrevendo ruidosamente conteúdos e destinos, móveis sendo embalados primeiro no plástico bolha, depois papel craft, depois papelão. Crush, rasc, rrrrrr, plin, poin, crash, impossível descrever certos sons, papelão rasgado, estiletes sendo afiados, fitas adesivas puxadas, rasgadas e coladas, “a senhora viu este rachado?” “Sim.” “O tampo de mesa também tá machucado.” Lembro da ferramenta de mosaico caindo na borda do tampo de vidro, anos atrás. É, às vezes sou meio estabanada. Todos trabalham vigorosamente. Olho à minha volta e me envergonho da quantidade de tudo que tenho. Eles vão ter muito o que embalar e encaixotar. “Sua mudança é uma surpresa. ” diz o embalador que empacota meu material de scrap. “Isto é uma impressora?” “Não, é minha Cricut.” “Como?” “Cricut.” “Não entendi. A senhora escreve aí na embalagem?” Escrevo e saio. “E estes quadros vão pra onde?” “Deixa eu pensar” – paredes verdes, amarelas e vermelhas – “manda pra Lajeado, vai ficar muito bandeira do Brasil, periquito, papagaio em Jurerê.” Algumas coisas vou definindo na dúvida deles, que também começa a ser minha. Detesto esta coisa de duas casas.  Minha garganta e nariz começam a coçar. Olho as paredes brancas ficarem cinzas só com o retirar dos móveis. Pregos e parafusos nas paredes dão uma ideia do estrago que se escondia atrás das telas e prateleiras.

DSC06663

Respiro e vejo poeira embolada, com 6 anos de idade, atrás do rack gigante. Nas paredes, a fuligem paulistana também se apresenta e revela onde cada coisa estava. “Nem parece que a faxineira vinha toda semana” penso sussurrando.  Desisto de limpar, a tosse aperta e meu nariz já sacramentou o cheiro seco e irritante que tomou conta do apartamento. Meus olhos também protestam e lacrimejam. Me refugio no quarto. “Se precisarem de alguma coisa é só bater na porta.” “Sim senhora.” Depois de dois dias nesta rotina, estou atacadíssima e meu apartamento se transformou num grande depósito de caixas. Amanhã é dia de carregar.

DSC06666

Estou mudando e é assim que o novo começa.

4 comentários sobre “Dia de mudança

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s