Velas Recicladas

Pra quem gosta de velas é interessante aprender a fazer e reciclar velas. É possível aproveitar praticamente toda a parafina e grande parte dos elementos usados para decorá-las (canela, folhas, sementes, cafés, pimentas, cascas, etc.) Quando apagar a vela, escorra o parafina derretida num pote (para ser reaproveitada depois) evitando assim que o pavio mergulhe na parafina líquida e dificulte quando acender novamente a vela. Costumo ir juntando cacos e restolhos de velas, flores e sementes secas, canelas, conchas, poupouris, xícaras, potes velhos e tudo mais que possa ser usado pra deixar a vela ainda mais especial.

velas 007

O segundo passo é separar os materiais e preparar o ambiente para trabalhar com parafina. É fundamental ter em mente que aonde a parafina cai, ela gruda e é um Deus nos acuda removê-la. Por isso, forro com papelão toda a área a ser usada – do piso à mesa. Por mais cuidado que se tenha, sempre cai ou respinga parafina. E, se você for atrapalhada ou acidentada, convém usar um avental com segurança apropriada.

velas 003

Costumo separar os materiais conforme o uso e as cores das velas: brancas com brancas, amarelas com amarelas e laranjas, creme com creme, e no final, faço a vela da cor de burro quando foge. É quando misturo tudo que não combina com nada.

velas 004

Depois de selecionar e misturar as diferentes cores de velas, deixo algumas brancas pra clarear a vela se for preciso. Se quiser – e gostar – é possível usar corantes artificiais. Depois de derretida, é fundamental peneirar a parafina, separando impurezas, pavios, elementos e sujeiras. Uso um bule velho de alumínio, coloco um pano de prato velho (que será descartado quando as velas estiverem prontas) pra peneirar a parafina líquida. É neste momento que recolho os elementos e esparramo sobre o papelão, para secar e serem reaproveitados mais adiante.

velas 026

velas 020

Alguns equipamentos são fundamentais para fazer velas. Além de panelas, formas, pavio e fogareiro, o termômetro é imprescindível, já que a parafina alcança altas temperaturas e pode pegar fogo. Chegando aos 120 graus é hora de desligar o fogareiro e esfriar os ânimos.

velas 022

Outro ítem fundamental é a vaselina líquida para untar as formas e permitir que as velas escorreguem e desformem facilmente. Economia zero na vaselina, ou a vela, simplesmente não sai. Gosto de usar citronela  por causa do cheirinho e também porque espanta os mosquitos. Diferentemente do que a maioria pensa, a citronela não é amarela e pode ser misturada – na temperatura correta – a qualquer cor e forma de vela.

velas 010

Também gosto de fazer velas em potes, xícaras e vidros resistentes. Na hora de reciclar, a forma de tirar e limpar os recipientes da parafina antiga é levar ao banho-maria até que a parafina derreta totalmente. Deixe o frasco de ponta cabeça, espere esfriar e coloque de molho em água fria pra lavar e deixar o recipiente pronto para uma nova vela.

velas 029

O maçarico foi minha última aquisição. Vale à pena, mas é melhor comprar uma luva protetora. Na fração de um suspiro, a chama passou pelo meu dedo e levantou uma bolha do tamanho de uma bola de gude.

velas 034

Duas velas: uma sem, e a outra com acabamento do maçarico.

vela com e sem maçarico

velas 035

Dedinho medicado e a aparência da vela depois que o excesso de parafina foi derretida pelo maçarico. O resultado valeu o acidente, mas uma luva adequada já está na lista de compras pro atelier.

velas 036

velas 040

Experiência com velas em conchas de ostras. A ideia é esparramá-las nas mesas em noites de moqueca, caldeirada, peixes fritos, frutos do mar…

velas 044

Gosto deste excesso de elementos que sobe e abraça toda a vela. A nitidez dos elementos é obra do maçarico malvado.

velas 042

Faltou parafina amarela pra preencher a vela deprimida. Gostei das saliências e reentrâncias desta vela com sementes reaproveitadas!

velas 038

Vasos marajoaras pequenos, xícaras da vovó sem uso e potes de barro ficam uma graça e viram presentes bem exclusivos. Talvez da próxima vez eu ouse em alguma cor.

velas 045

Conchas e flores secas!

velas 041

E a vela cor de burro quando foge … o azul, rosa, vermelho, branco e marrom ficou cor de uva e já animou um jantar entre amigos. O recipiente de vidro foi remodelado e ficou com cara nova.

vela uva E então, deu vontade de fazer suas próprias velas?

2 comentários sobre “Velas Recicladas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s