Obra

A manhã amanheceu:

serras serrando, martelos martelando, conversas, risos, chamados, motores rugindo, máquinas maquinando, trepidando e matraqueando, caminhões roncando, betoneiras misturando e vibrando, Vitor e Leo, Paulinha Fernandes a todo volume …

Vou amanhecer de novo.

Assim não dá.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s