Livro antigo

Abro um livro antigo perdido entre tantos outros

Folheio na paciência e no aconchego

E uma fuga acontece:

Um bilhete – tão antigo quanto o livro –

Escorrega e me ganha.

Um amor – tão antigo quanto o livro –

Ressurge nesta fuga escorregadia.

Reencontro sinais, nomes, intenções

– tão antigas quanto o livro –

Melhor deixá-lo lá

– ultrapassado e caduco –

Como aquele tempo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s