A primeira vez na Austrália

… foi em 2009. Lá se vão quase 6 anos. Estaremos indo agora pela terceira vez. Culpa da filha que ancorou no outro lado do planeta. Na terra dos cangurus ela casou e construiu um lar. Fazer o que: apoiar, e, de tempo em tempo, fazer uma visitinha. De duas semanas no mínimo.

DSC08616

Afinal, não é para o mundo que criamos os filhos?

DSC08615Pois então, em 2009, fizemos uma senhora viagem à Austrália. Lá conhecemos Perth + arredores, parte da Gold Coast (Brisbane e Whitsunday) e Sydney + arredores. Nesta primeira vez, fomos por Dubai. Na volta, espichamos as pernas por 4 dias na terra dos sheiks. Na segunda vez, fomos pela África do Sul e espichamos as pernas no Kruger Park.. Agora vamos por Doha, também na região dos Emirados Árabes. Nada de espichar as pernas desta vez: Doha será só conexão. Ainda não fomos via Santiago do Chile, a rota mais conhecida e usada pelos brasileiros. Não faltará oportunidade. Muitas outras idas à Austrália devem acontecer no futuro.

DSC08597O álbum da primeira vez está pronto e completo. Título: Austrália 2009. E do jeito que a coisa anda, será o único. Quando fomos pela África do Sul, decidi fazer um Smash e dar apenas algumas notícias da Austrália (Natal e Ano Novo). A novidade era a Thailândia. Com o atelier ainda embrionário e o Smash incompleto, o jeito é se aquecer para mais uma temporada australiana com o primeiro álbum. Apesar de parecer mais prático, ter um Smash praticamente concluído no retorno da viagem – pelo menos bem adiantado – exige disciplina e dedicação. Quando o roteiro de viagem e a rotina diária são puxados, é quase impossível cumprir a tarefa.

DSC08608O Austrália 2009 é um dos meus álbuns favoritos. Além completo, foram usados muitos folders, papeis, adesivos e acessórios comprados durante a viagem. Coisas que adoro em qualquer scrap.

DSC08604

Desde sempre, uma das características dos meus trabalhos é a grande quantidade de fotos usadas, além do “jornaling” detalhado. Revivo em detalhes e fotos, os dias maravilhosos que vivemos em qualquer tempo e lugar. Neste álbum, resolvi inovar com a forma de escrever o “jornaling”: o invés de digitar o texto e imprimir ou escrever à mão, optei por datilografar o dia à dia da viagem na velha máquina de escrever Oliveti. O resultado final ficou, interessante.

DSC08605

No Austrália 2009, algumas observações:

DSC08600Viajar para e pela Austrália requer tempo e disposição: tudo fica longe.

DSC08609Leve casaco e biquini: as variações de temperatura ( de 10 a 45 graus centígrados) também são grandes;

DSC08611

– Brasileiro adora compras no exterior, certo? Certo. Até o Elias se soltou (ele vai negar), mas comprou barraca, roupa de mergulho, material de pesca, vinhos, vinhos e mais vinhos, etcetcetc;

DSC08598

Já eu me soltei nas compras de scrap. As primeiras que fiz no exterior. A Austrália é um celeiro de ideias e scrapers de estilo arrojado e diferenciado. Adoro comprar revistas e livros sobre o scrap feito por lá. As ideias são fantásticas e fáceis de fazer. Já o preço do material (papeis e equipamentos) é superior ao dos USA (o paraíso do scrapbooking) e inferior ao praticado no Brasil. Mas, também existem promoções imperdíveis na Austrália. Aproveitei ao máximo.

DSC08613

– Também aproveitei e levei cacarecos e tranqueiras aborígenes e souvenirs pra turista nenhum botar defeito;

DSC08602

Vale fazer passeios pelos zoos e fazendas de animais. A fauna australiana é impressionante: os desconhecidos wombat, o plátipus e o équidna. Além dos exclusivos cangurus e os preguiçosos coalas. Tem também o flyfox, o horrível som dos corvos, as singelas cacatuas;

DSC08607

Outra coisa que chamou minha atenção foi a moda, o jeito de ser e vestir do australiano: tom sobre tom e roupa sobre roupa. Conforto total, beleza duvidosa;

DSC08603

Esta foi a primeira visita que fizemos na casa da nossa filha casada. Surpresa com o capricho, o cuidado e o carinho com que fomos recebidos. Amamos d+.

DSC08599

Nesta 3a vez, além dos dez dias na casa da filha, vamos voejar e esticar as asas por Bali, recarregar as baterias, retornar ao Brasil e fazer 2015 acontecer. Muito scrap, literatura, decoração e psicologia me aguardam na volta.

Será que vou encontrar material de scrap em Bali? Com certeza. Dias e dias em família, fotos e fotos e inúmeras aventuras diárias. É disso que precisamos para fazer o melhor scrap do mundo.

saindo de férias Austrália

By by, e até a volta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s