Quando me conecto?

Quando estou na solidão ou no silêncio,

quando estou cercada de gente amiga e querida,

quando pinto, bordo, crocheto, cozinho, escrevo, vou ao cinema.

Quando nada está acontecendo.

Quando me entrego inteira ao amor e minhas paixões.

Quando curto os filhos, o marido, a família, os amigos,

a natureza, o trabalho …

conecto-me comigo mesma quase sempre,

às vezes nunca.

Inadvertidamente, essencialmente

quando posso ser eu do jeito que sou, com liberdade, leveza e aceitação,

Com a tranqüilidade de ser e a alegria de viver e transitar por momentos e mundos aleatórios: o dentro e o fora, o externo e o interno. Os opostos.

Quando não, perco-me de mim mesma

– e me desconecto –

Quando tenho de ser diferente do que sou e deixar de ser eu.

Perco então quem sou, viro qualquer uma.

Qualquer uma, sou quase ninguém.

Me desconecto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s