Para os que ficam em casa

Sou ambivalente quando o assunto é viajar. Amo e odeio. Amo sair de casa, respirar novos ares e hábitos, conhecer novos lugares e pessoas, desbravar culturas e costumes, fazer compras, comer e beber novidades, ou simplesmente, sair da rotina. Odeio porque adoro ficar em casa. Odeio porque detesto preparar malas de viagens – invariavelmente erro no que levar e não levar. Odeio porque adoro o café de casa, o conforto, minhas rotinas.

Então, o que fazer?

Viajar sempre que possível.

No fim das contas, o que conta é o bem que a gente se faz. Ficar em casa – por estes, e por tantos outros motivos possíveis – limita nossa visão de mundo e nosso estar neste mundo. Tenho uma amiga – que assim como eu – adora ficar em casa. Ambas adoramos nosso canto, hobbies e rotinas. Disse-me ela que se obriga a sair de casa, pelo menos dois dias por semana. Pouco importa o motivo: que seja para visitar uma amiga, ir ao cinema, supermercado, costureira, shopping. Importa sair do ambiente carregado de afetos em que vivemos. Quantas vezes ja estivemos em casa ruminando assuntos, se desesperando e se deprimindo, e quando, ao sair e respirar novos ares, ver outras pessoas, pensar outras coisas, o tal assunto ganhou nuances de um novo colorido, não tão cinzento e desesperador? As vezes, sair de casa, e principalmente, sair de si próprio, nos permite ver mais longe, mais aberto, mais leve.

Enquanto minha rotina profissional não se instala,

ir na academia tem sido uma das minhas saídas obrigatórias.

Faz bem pro corpo. Faz bem pra mente.

?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s