Vestindo a casa de Natal

 

IMG_6702

Tem gente que não gosta. Já eu, adoro Natal e Reveillon. Tenho de reconhecer que `a medida que os anos passam, a vida vai puxando o tapete e as pessoas que amamos, e cada vez mais, juntar quem a gente ama pra fechar o ano, brindar, trocar presentes e confraternizar, vai ficando mais difícil. Aquele familiar que faleceu, o que não pode vir, os filhos que fazem uma programação própria, … o ano que passou e levou com ele sonhos e ilusões, a percepção das perdas e fracassos, dos projetos parados ou adiados. Tanta coisa a lamentar. Independente a isso, todos temos algo pra comemorar. A começar pelo simples fato de estarmos vivo em tempos tão violentos, termos o básico necessário para viver, ter a quem amar e ser amado, ter amigos, uma casa pra morar, roupas pra vestir.

DSC08695

Enfim, alguns mais, outros menos, mas todos temos algo porque se alegrar e fazer valer este período de festas. O espírito natalino pede espaço pra invadir nossos corações e nossas casas. Cabe a nós permitir esta invasao.

DSC08686

Costumo vestir a casa, de cima a baixo, para o Natal. São mais de 35 anos inovando, aprimorando, reformando e adaptando utensílios e decorações. Cada ano que termina traz consigo uma nova ordem, um outro olhar sobre o velho, o antigo, o desgastado.

DSC05057

Gosto de reservar alguns dias para decorar a casa. É quando limpo, colo e pinto o que se estragou neste período encaixotado. É quando a cola quente, os sprays dourados, os glitters e as pinhas, renovam velhos arranjos natalinos. É quando a casa vem abaixo e os papais noeis procuram um novo lugar para ficar.

DSC05061

Tem objetos esperando pelos netos (que ainda são meras promessas). Tem objetos comprados no impulso que nunca encontram onde ficar. Ou voltam para as caixas ou são doados. Tem objetos consagrados que apenas mudam de lugar, quando muito. Tem lugar garantido há anos pois trazem o sagrado do Natal.

DSC05053

Outros objetos trazem recordações de outros tempos e lugares. No todo, reaproveito quase tudo. E antes de comprar qualquer coisa nova, avalio a real necessidade da aquisição.

DSC08697

O coringa da decoração de Natal são as pinhas. Elas combinam com absolutamente tudo e são a cara do Natal.

LAREIRA NATAL

Gosto delas ao natural. Nada de sprays dourados. As minhas são da época em que morava em Lajeado. Catei elas nas caminhadas que fazia na beira do Rio Taquari – onde havia um pinheiro muito produtivo. Passado o Natal, elas voltam para a caixa de papelão, onde ficam guardadas o ano todo, esperando fazer bonito em novos arranjos, árvores, fruteiras e tantos outros detalhes natalinos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s