Delícia de noite

Tem noite assim, única e sem sentido.

Exclusiva.

Noite com nevoeiro sereno, piar de gaivotas, coaxar de sapos, rugido de ondas,

– e porque não –

de pessoas, risadas e música. Lá, ao longe.

Noite de verão, de lua cheia e céu estrelado,

pede, não –

Exige um silêncio atrevido e brisa suave,

vela, mosquito, vinho.

Papo furado e amigos que chegam de repente,

carregados de lembranças, ideias,

vontades e desejos preguiçosos.

Saber que o hoje, um dia já foi.

Já fui. Fomos.

Que a vida prosseguiu.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s