“A espiã” de Paulo Coelho entre outros

Pra ler num vapt vupt ou num piscar de olhos, como disse uma amiga sobre os tais micro-contos. A vida da espiã Mata Hari é o tema do mais novo romance do nosso mais famoso escritor. Particularmente gostei muito do relato histórico da vida de uma mulher que ousou viver sua liberdade sem limites nem convenções.

Minha última coletânea literária foi bem eclética, e certamente deve estar incompleta. Não acredito que tenha lido tão pouco desde o último post. Se bem que … ando patinando há semanas no clássico “Madame Bovary”, de Gustave Flaubert, tido como “o maior de todos os romances”. Antes dele li dois textos do guru indiano, Osho: “Vivendo perigosamente” e “Meditação para Ocupados”.

Duas releituras muito interessantes: “Homens que odeiam suas mulheres e as mulheres que os amam”, de Susan Forward e, “Perdas Necessárias”, de Judith Viorst. Livros de auto-ajuda que costumava recomendar para pacientes onde os temas violência doméstica e perdas/adaptação ao novo, faziam parte do seu momento de vida.

“O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares”, de Ransom Riggs; “O senhor das moscas” de Willian Golding e “Poder, Estilo e Ócio” de Joyce Pascowitch, animaram algumas noites e tardes chuvosas de inverno.

Não poderia deixar de citar o livro “Tomar a vida nas próprias mãos” de Gudrun Burkhard, que aborda a questão dos setênios e mostra como nossas vidas vão mudando(em períodos de 7 anos) conforme nossos objetivos, ritmos e necessidades.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s