Fechando mais um ciclo

Depois de quase 3 anos, enfim, o término de mais uma formação. A Arteterapia vivida neste período foi mais terapia do que curso. Meu artigo de conclusão (ainda em fase de estudos) é exatamente sobre este tema. E eu que criticava quem fazia formação em Psicologia invés de fazer terapia.

Nunca. Jamais diga Nunca. Jamais. É como Sempre. Jamais diga Sempre. Jamais diga Jamais.

Nada parece ser definitivo. Acabei fazendo Arteterapia como forma de terapia. Pois bem.

A Síntese é um dos últimos trabalhos do curso. O objetivo é juntar todos os trabalhos feitos durante a formação, dividi-los, em no mínimo, 8 grupos, nomeá-los (um a um) e encontrar um símbolo para cada um destes grupos. Esta foi a primeira parte da atividade.

Grupo 1

dsc08793

Moles e Macios: São os trabalhos feitos com tecido, lãs, linhas e fitas.

Símbolo: uma manta de crochê. (aconchego, calor, proteção, cuidado)

Grupo 2

dsc08792

Contidos. Continente e Conteúdo: O que o limite cria.

Símbolo: um caleidoscópio (beleza, luz, arte, objetivo atingido).

Grupo 3

dsc08791

Microcosmo: a natureza dos sentidos, sentimentos, sensações através dos desenhos.

Símbolo: música + aroma + comida e bebida . Um pic –nic. (autenticidade, nada de crítica, ser o que se é)

Grupo 4

dsc08801

Mistura Fina: trabalhos com desenhos + gravuras + outros materiais.

Símbolo: Uma vela (possibilidade de transitar pelos estados físicos da matéria além de aproveitar absolutamente qualquer coisa (transformação, reciclagem) na confecção da mesma.

Grupo 5

dsc08802

Gravuras: trabalho de colagem usando apenas gravuras.

Símbolo: um Catálogo de fotos marcado com post its. (o belo, perfeito)

Grupo 6

dsc08800

Riscos e Rabiscos: por onde tudo começa. Tentativas, erros, acertos, linhas e traços.

Símbolo: uma tela de Arte Moderna (várias camadas de tinta, várias tentativas até a arte final)

Grupo 7

dsc08797

Duros e Resistentes: trabalhos feitos com materiais como pedras, arame, metais, sucatas, etc.

Símbolo: uma mandala de pastilhas de vidro e conchas usada como tampo de mesa. (durável, útil e  funcional)

Grupo 8

dsc08795

Linhas e Direções: trabalhos essencialmente objetivos.

Símbolo: Um livro de mapas (como chegar onde se quer chegar).

Esta primeira etapa foi relativamente fácil. O difícil foi juntar todo material, colar o que descolou, dezamassar o que está amassado, arrumar o que estragou … para só então definir como dividir e categorizar os grupos. Um processo absolutamente subjetivo. Optei por dividir conforme o tipo de material usado. Os símbolos desta primeira etapa – com exceção do caleidoscópio – são objetos usados no meu dia a dia, alguns deles feitos por mim mesma. As etapas seguintes sugerem evolução e máxima sintetização. Dos oito símbolos, restarão quatro. Depois dois. E por último, 1 único símbolo que representará todo meu processo arteterapêutico.

Meus oito símbolos iniciais: uma manta de crochê, um caleidoscópio, um pic nic, uma vela, um Catálogo de fotos marcado com post its, uma tela de Arte Moderna, uma mandala de pastilhas de vidro e conchas e um livro de mapas. A partir destes surgiram os 4 símbolos seguintes:

  1. A manta de crochê + a Tela de Arte Moderna = 1 toalha de jogo americano trazido da Austrália. ( macio, prático, moderno e artístico);
  2. O caleidoscópio + o Catálogo de fotos marcado com post its + o livro de mapas = lanterna de cabeça ( a luz que ilumina e orienta);
  3. Pic Nic de sensações + vela = 1 tapete (aconchego, conforto);
  4. Uma mandala de pastilhas de vidro e conchas = Uma mandala de fotos de família (a solidez do que realmente importa).

dsc08804

A síntese seguinte:

  1. Toalha de jogo americano trazido da Austrália + 1 tapete = Ursinho que ganhei de presente de uma paciente quando ainda atuava como psicoterapeuta (o macio, confortável e fofo);
  2.  Uma mandala de fotos de família + lanterna de cabeça = Bússola (o que me direciona e orienta).

E por fim, a culminância de todo o processo:

  1. Ursinho que ganhei de presente de uma paciente quando ainda atuava como psicoterapeuta + Bússola = a Psicologia, meu retorno ao consultório.

Como bem sabemos todos, nada acontece por acaso.

Todo o trabalho de síntese aconteceu no espaço do meu ateliê. Depois de organizar o material em grupos, confeccionar ou eleger cada um dos 8 símbolos, de forma explicitamente subjetiva, reduzir exponencialmente de 4 para dois, de dois para um um último símbolo, fecho assim meu processo Arteterapêutico. Quase de forma profética, o ursinho – presente de uma paciente em 1998 – é nomeado por ela como “o mensageiro “ursinho” não foi escolhido por acaso. Ele e eu temos algo em comum. Hibernamos. E agora, acordamos.”

dsc08803

Passados quase 20 anos, também eu, percebo estar acordando e me espreguiçando (como disse dias atrás num encontro de psicólogas) de um longo período de 10 anos longe dos consultórios e da prática clínica, para retomar – com toda energia, afinco e dedicação – minha atividade profissional que tanto me faz feliz, me gratifica e me faz ser uma pessoa melhor.

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s