Jornada Arteterapêutica – Para viver o tempo

Já visualizo textos encadernados, ciclo fechado, fins de semana livres e nada de correria de última hora em busca de materiais, sucatas e textos. Depois do Sound Book, da Síntese Arteterapêutica, enfim a Jornada em Arteterapia. Depois, e quase por último, o Artigo Científico, com data de entrega para abril de 2017. Meu tema? A Arteterapia como terapia, escrita em 1a pessoa: o relato do que foi meu curso, as vivências, insights e aprendizados pessoais. Se eu quiser colocar a mão em mais um certificado, a de Arteterapeuta reconhecida e cadastrada pela Associação dos Arteterapeutas, um cem número de horas de estágio e supervisão me aguardam. Durante o ano que passou, quando algumas colegas iniciaram seus estágios, optei por esperar para quando estivesse atendendo em consultório.

A ideia original ao escolher e fazer o curso de Arteterapia era me reaproximar e retornar à Psicologia (depois de tempo demais longe do consultório), sem muita cobrança e exigências, mas, sempre com muito prazer. Terminar o curso – pelo menos a parte teórica – era o tamanho ideal. Assim, o título de Arteterapeuta, em nenhum momento, pesou para a evolução e finalização do curso. Sabia que participaria dos 3 anos de formação. Como psicóloga, vejo a Arteterapia como um acréscimo bárbaro no atendimento clínico. E pra quem pensa que Arteterapia é tipo uma Terapia Ocupacional, está muito enganado. Eu mesma me surpreendi com o efeito de muitas técnicas e entendimentos psicodinâmicos. São ferramentas e técnicas de trabalho que ampliam e diversificam ainda mais o meu fazer terapêutico, assim como o Coaching Pessoal e tantas outras formações realizadas ao longo do caminho. Sem contar, no passeio que fiz pela teoria analítica de Jung (e que pretendo transformar numa grande expedição), outro referencial teórico que certamente fará alguma diferença.

Enfim… o tema e a própria jornada.

material publicitário usado para divulgação da jornada.
material publicitário usado para divulgação da jornada.

“Jornada Arteterapêutica de finalização do curso de formação de terapêutas em Arteterapia pelo instituto Incorporar-te:Espaço Terapêutico Corpo Artes, no qual foi vivenciado o tempo com mais prazer e consciência. Essa vivência aconteceu no dia 03/12, em Florianópolis. As terapeutas em formação : Andréa Mosqueta, Carol Schesari, Giovanna de Medeiros Cargrin, Helen Cristina Ferreira, Margareth Amud, Marina Luz Rotava Paim, Nanci Hass da Cruz e Suzete Herrmann, conduziram essa vivência.”

momento de falar de expectativas
momento de falar de expectativas
Trabalho em argila.
Trabalho em argila.
O olho de Deus.
O olho de Deus.
Musicoterapia, dança, exercícios respiratórios, meditação.
Musicoterapia, dança, exercícios respiratórios, meditação.

Uma das ferramentas usadas na Arteterapia é a contação de histórias. O conto escolhido foi o fio mágico.

Um pouco de teoria: Aión, Cronos, Kairós e Anenké. Os deuses do tempo.
Um pouco de teoria: Aión, Cronos, Kairós e Anenké. Os deuses do tempo.
O tempo segundo grandes pensadores da história da Humanidade.
O Tempo, segundo grandes pensadores da história da Humanidade.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s