o dito e o não dito

não lembro quando me calei,

quando foi que meus olhos e meu corpo

assumiram o controle pelo dito e o não dito.

por covardia ou preguiça, muito foi calado.

engavetado, arquivado. jamais esquecido.

fortaleceu-se o agigantou-se

o monstro do não dito.

do silêncio covarde.

ouço destroços e destruição,

como cavalos selvagens atropelando o pasto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s