Deu pra ti 2017

O que dizer do ano que finda?

Houveram fatalidades da vida.

Retomadas e guinadas. O que parecia estar tomando um rumo,

rumou em outra direção.

Retomei o consultório. Ainda de forma tímida.

Mas, certa. Apesar das dúvidas.

A Psicologia faz parte de quem sou e me completa como ser humano.

Não posso, nem consigo, viver sem ela.

A Arte ganhou novos contornos.

A Pintura Espontânea ganhou técnica e estilo pessoal.

A Literatura, uma das minhas paixões, andou a passos curtos.

Mantive alguns dos meus hobbies. Outros, hibernaram.

Projetos foram cancelados. Adiados. Suspensos.

Repensados.

A vida pessoal teve seus solavancos. Entrei na menopausa.

E foi ela quem ditou os humores e rumores do ano.

A família vai bem. A saúde também.

Pra 2018, vou fazer enfim, meu Mapa Astral.

Decidi ler sobre Vidas Passadas e Botânica.

Fazer pão caseiro e Pilates.

Andar de bicicleta.

E deixar a vida acontecer.

Cada dia mais, percebo o plano maior.

Vou viver um dia de cada vez.

Ser feliz e cuidar dos meus.

Os planos, vou manter no horizonte ensolarado.

Haverá um se e vários porques,

quando for a hora de acontecer.

Pois,

Que venha 2018.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s