A cerâmica em 2019 – algumas considerações

Feliz pelo fechamento de 2019 no quesito cerâmica e esmaltações.

abajour noite

No final de 2018 dei um tempo na cerâmica por conta de frustrações e decepções. Minha antiga professora não podia ou não queria queimar minhas peças. Um banho de água fria semanal. Parei oito meses. Timidamente retornei em agosto em outro atelier e outra professora. O atelier da ceramista Carmen Mello tem sido um bálsamo. A professora é a motivação em pessoa. O que quer que seus alunos façam, ela elogia. Tudo está sempre bom. Apesar de nem sempre concordar com ela – e céus, tem coisa feia demais sendo produzida – estar neste ambiente de energia positiva e produtiva tem sido revigorante. Projetos antigos – como a louça exclusiva do cheff – estão ganhando espaço e corpo; técnicas e acabamentos diferenciados acontecem sem grande planejamento mas sempre de boa vontade; as colegas vem e vão o tempo inteiro (mas quem está sempre presente às quintas-feiras é a Dona Selmira, de 86 anos, uma entusiasta na arte cerâmica); mas, o mais importante de tudo é o astral da peça concluída: finalizada e queimada, pronta para ir pra casa.

esmalt7

Talvez este seja o maior motivo de ter retomado a cerâmica e fazer mais. Sempre e cada vez mais. Pra 2020 me vejo operando o torno elétrico. Quem sabe seja a hora de comprar um. Talvez o forno, um pouco mais adiante. Por hora, a certeza de transformar meu entulhado depósito num prático atelier de cerâmica. A ideia é produzir peças para toda família, luminárias para o jardim, para a cozinha e um cem número de possibilidades.

engobe 2

Além de produzir algumas peças novas (a maior de todas foi a base do abajour escultórico) consegui biscoitar todas as peças produzidas entre 2017 e 2019, conhecer o “engobe” e finalizar todos os projetos, esmaltando em alta temperatura. Este “engobe (argila líquida com corante) foi aplicado antes da queima do biscoito.

Quando fui a São Paulo, por ocasião do lançamento da antologia “Do que antes nunca tarde”, comprei diversos esmaltes (3073 – Esmalte Marrom Temoko; 6013 – Esmalte Oliva; 6003 – Esmalte Verde Cobreado; 3013 – Esmalte Saara; 2015 – Esmalte Blueberry) na loja Arte Brasil, na Vila Mariana.  Prático e barato. Depois foi só misturar com água, identificar os potes e esmaltar. Usei a técnica do Pincel e o Banho. Agora é só esperar a queima e conferir o resultado.

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s