Souplats, souplats, souplats …

Então, este ano, sei não: ou monto uma lojinha ou todo mundo pra quem preciso dar presente de aniversário, dia das crianças, Natal e Reveilon (já que o dia das mães, das avós e dos namorados já passou) vão ganhar souplats de crochê. No final de 2019, ainda animada com as aulas de crochê e motivada pelas colegas, melhor dizendo, indo na onda delas, fiz uma compra substancial de fios para as aulas de 2020, que ainda não aconteceram, nem vão acontecer. Os fios, foram devidamente empilhados e organizados na prateleira do crochê, ou ensacolados, ou escondidos atrás das pilhas de roupas e não me fizeram esquecer da sua presença. Eles queriam ser algo além de possibilidades.

De rolo em rolo, de cone em cone, fui pegando um a um e encarnei a fazedora de souplats. Acho que inspirada, ou desafiada pela colega Isa, que fez mais de 200. Talvez porque foram os souplats o que mais gostei de fazer. Sei lá. Além dos puffs, que já foram presenteados a todo mundo que demonstrou interesse, fiz algumas flores e uma bolsa escroncha (onde guardo meus bonecos de ludoterapia). Ou seja, de tudo que aprendi, sobraram os souplats pra dar conta dos fios comprados.

Pelas minhas contas já dei uns 20 souplats de presente:

  • souplats para a amiga Dirce (pela atuação nos 80 anos de minha mãe. Sim, ela mereceu o mimo cor verde musgo que deveria ser da casa de Lajeado, por fritar rissoles e pasteis, servir as mesas, cortar o bolo, servir bebidas e lavar louças e limpar a cozinha.);
  • souplats dei de presente para minha ex-nora que ainda era minha nora na época  e que agora não é mais, agora os souplats são do meu filho porque minha ex-nora não queria saber de levar nada que a lembrasse do meu filho nem da família dele. Ou seja, os quatro souplats do apartamento do meu filho, e que, originalmente era pra ser da casa da praia por conta da cor azul espetacular e que minha ex-nora adorou e depois refugou, eu sei e já que fui eu quem guardei, estão no fundo do box da cama de casal e que provavelmente ele ainda não usou e conforme for minha futura nora, nunca vai usar.  Assim mesmo, pertencem a ele e quem com ele estiver.
  • souplats para minha mãe, e estes, sei que são usados diariamente, já que sou eu quem veste a mesa na casa dela, sempre que estou lá. Tenho como mantra de vida que a gente também come com os olhos e que uma mesa bem vestida alimenta 50% da fome. Louças, talheres e guardanapos também fazem parte do pacote. Eu garanto a porcentagem com o charme do souplat de crochê. E sei o quanto esta porcentagem representa!
  • souplats pra minha amiga Angela, que mora entre as araucárias e as ovelhas na serra catarinense e que está recomeçando a vida numa casa emprestada, e continua cheia de sonhos e projetos aos 66 anos, divorciada e falida. Achei que os souplats cor de nozes dariam algum tipo de aconchego a ela. Acho que ela gostou. Por precaução, levei de presente um creme para o corpo da Natura, porque naquele frio de renguear cusco, a pele resseca feito crosta de pão italiano.
  • Total de souplats dados = 20. Acho. Talvez alguns estejam perdidos entre amigos presenteados de improviso. Preciso preparar uma lista, vai que eu repita o presente. Se bem que, nunca é demais ter souplats a mais em casa. Acho eu.

Continuando com minhas contas devo ter ainda uns 10 souplats 100% prontos. E mais alguns em fase final. E fase final pra quem trabalha com fios sabe que é porque faltou uma quirelinha de linha pra terminar. Porcaria.E agora, cá estou eu definindo o que fazer com os ditos cujos souplats com 1 ou 2 carreiras faltantes:

1. Arremato com a mesma cor, que não é mais a mesma cor, já que a partida é outra. Pra quem não sabe o que é partida de linha, o número e a cor de um novo novelo/cone/rolo pode ser a mesma da que foi comprada anteriormente, mas a partida refere-se ao um novo tingimento que aconteceu em outro momento e não existe nenhuma garantia de que a cor seja exatamente igual à primeira, e óbvio, você que sabe deste detalhe, vai ver com a precisão de uma águia, a tonalidade diferente das duas partidas diferentes da mesma cor; ou

2. Faço o acabamento com uma cor totalmente diferente, tipo marrom com bege, vermelho com preto, azul com amarelo; ou

3. Desmancho o souplat e vou juntando as sobras de todas as linhas trabalhadas e monto souplats planejados com sobras de cores e carreiras planejadas?

A resposta é simples: Depende do trabalho que quero ter.

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s