Releituras

Faço muitas. Adoro reler livros de que gostei. Muitos livros releio pelo enredo, outros pela técnica, os livros técnicos que pedem uma revisão, outros para fazer uma maratona de um determinado autor. Outros nem sei bem pq. Foi o que aconteceu com Claraboia de José Saramago. Não lembrava de já ter lido o livro. À medida que avançava na leitura fui me deparando com cenas que me soavam muito familiares. Intrigada, fui pesquisar no blog e encontrei uma anotação de 2013. Já havia lido o bendito livro. Havia reparado que o livro, mesmo super bem conservado, já andara nas mãos de algum leitor razoavelmente cuidadoso. Euzinha.

Coisas de memória. E assim, assistimos filmes que, por conta de uma cena, percebemos que já vimos em outro momento. O mesmo acontece com os livros. Mesmo percebendo tratar-se de uma reprise ou uma releitura, muitas cenas/capítulos nos parecem novos, enquanto outros, vão desbravando-se e nos levando cena após cena, capítulo após capítulo , numa corrente de lembranças até chegarmos ao final.

Pois, Claraboia foi se desnudando aos poucos. Foi a primeira releitura do ano com cara de leitura nova.

Sobre o livro? Super recomendo.  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s