Mais Sêneca, menos Prozac

Faz tempo que não escrevo sobre os livros que ando lendo, nem sobre as ideias de outros autores. Também fazia tempo que não comprava nem lia livro de autoajuda. Um dos gêneros que mais me cansa. Considero-os repetitivos e apelativos. Numa das minhas últimas idas à livraria me deparei com o livro “Mais Sêneca, menos…

Lagarteando

Lagartos lagarteiam na praia de casa. Lagartice e Lagartoso derem o ar da graça. Expulsos e expostos pelo calor. Expostos também estão – Longe de tudo e de todos – páginas e mais páginas infladas, navalhadas a foice e guilhotina. No verão, lagarteiam também parágrafos enxutos. Textos, palavras, poemas. Tudo magro. Leve e leviano. –…

Sobre criação e criatividade

Lasquinhas do excelente “ A história Secreta da Criatividade”, de Kevin Ashton. O livro é recomendadíssimo para todos aqueles que criam, inovam, estão começando algo novo, reformulando algo antigo, seguindo em frente. Tentando. Uma injeção de ânimo e teste de realidade para quem pensa que depende só da criatividade para fazer algo novo e absolutamente inédito. “Vistas…

Biografias

Taí um gênero literário pouco explorado. Pelo menos da minha parte. Ao longo dos anos comprei algumas biografias e autobiografias. Pelo que lembro a primeira foi a biografia de “Ayrton Senna, sua vitória, seu legado” de Karin Sturm, pouco tempo depois de sua morte. O livro fez parte do meu processo de luto pela perda…

“A espiã” de Paulo Coelho entre outros

Pra ler num vapt vupt ou num piscar de olhos, como disse uma amiga sobre os tais micro-contos. A vida da espiã Mata Hari é o tema do mais novo romance do nosso mais famoso escritor. Particularmente gostei muito do relato histórico da vida de uma mulher que ousou viver sua liberdade sem limites nem…

Passiva/Ativa

E meu blog anda meio muito devagar. Quase parado. Tem dia que as ideias desfilam numa passarela imaginária de contos, crônicas ou poesias. Me encaram fazendo beicinho, acenando temas inéditos, engraçados, inteligentes. Perco o timming quando a estrutura gira e retorna por detrás de véus de tules e organzas, sumindo atrás das cortinas de veludo…

Ele e eu … esquentando as turbinas 1

” … Achei que você deveria saber … Agora eu já sei. Podemos conversar à noite? Martina desligou sem um OK, um até de noite então. Sempre estressada e esquentada. O que ela queria que eu fizesse? Não bastam meus próprios problemas, os dos meus pacientes, e em pleno horário de atendimento, ela liga pras…

Sobre as ideias

Não sei se concordo com a escritora Elizabeth Gilbert quanto ao assunto “ideias”. No mínimo uma forma muito original e irreverente de abordar a criatividade. Aliás, uma forma extremamente criativa. Para ela “ … nosso planeta é habitado não apenas por animais, plantas, bactérias e vírus, mas também por ideias. Estas são uma forma de vida…

“O Segredo da Bastarda”

Não lembro bem o motivo – pois não é meu hábito – mas li sobre um livro que havia comprado numa promoção, do qual nunca havia ouvido falar: “O Segredo da Bastarda”, de Cristina Norton. Acho que foi num blog. Li que o livro era bom, mas complicado de entender, com os personagens misturados, narradores…

Leiturinhas

A lista do que andei lendo. De todos, “A terra inteira e Céu infinito” foi o mais impactante e recomendo. Os outros, são apenas, os outros. Ruinas do tempo, de Jess Walter; Tempo de mudanças, de Lisa Jewell; O Substituto, de David Nicholls; A terra inteira e o céu infinito, de Ruth Ozeki; Lições de…

Indicações Literárias

Tenho lido de tudo um pouco e bem variado. Mas, ainda não me rendi nem `a Virginia Woolf, nem a Proust. Densos, tensos e difícei neste momento estressante da minha vida. Tudo o que espero da literatura é mar de almirante, sol de brigadeiro, uma rede de pescador e o tempo a perder de vista…

Comprando livros: qual livro comprar?

Sinceramente, não tenho resposta para esta questão, aparentemente fácil. Quando menina, fazia parte do Clube do Livro (guardo até hoje alguns exemplares, implorando restauração). Entre comprar uma calça jeans ou um livro, pelo que me lembro, raras vezes era extravagante o suficiente para optar pelo livro – e é por isso que tenho míseros 5…

Fisgando Nemo

Só mesmo um louco esperançoso e “non sense” pra querer ganhar a vida e sobreviver com literatura. Livrarias, ao mesmo tempo em que me seduzem, me deprimem. Sinto-me pequena e insignificante em meio a tantos títulos, nomes e enredos. Formatos, gêneros e ideias. Sumo devagar por entre as prateleiras e as palavras. Desisto de olhar os mais…