idas e vindas

depois de uma vida de idas e poucas vindas decidi fazer poucas idas e esperar por todas as vindas de uma vida inteira em atraso. o amor precisa que dois queiram e façam. quando a maior parte cabe a apenas um o amor se perde entre idas e vindas. cansei. decidi parar e esperar. o…

Morte ansiada

A morte já era esperada Ansiada e suplicada, até. O gozo final de uma vida terminal. Ela era digna de uma morte misericordiosa. Precisava dar e receber perdão, Precisava de permissão pra partir e abandonar a nau de toda uma família. Já não era mais, nem bússola, nem leme. Era mais uma âncora ostentando à deriva,…

Assumindo os cabelos brancos 2

Bem que tentei!!! Não consegui. Fracassei. (pela segunda vez) Fui precipitada, apressei o processo, descolori o cabelo. Me transformei – em poucas horas – numa vovó de cabelos brancos esturricados e mal cortados. Fica a dica: quando decidir assumir seus cabelos brancos, relaxe e espere pacientemente. A natureza tem seu tempo. Respeite-os: o tempo, a…

Engolidos

Cuidado: Jurerê pode nos engolir! Quando a gente vê, está de Havaianas e vestido rasgado no shopping, calça apertada, cabelo espigado. Fora de corte. Fora de moda. Fora de cena. Em todos os sentidos e aspectos. Tudo se resume à casa, praia, bairro. Aqui a gente se basta. Aqui a vida se compacta. Jurerê se agiganta e nos completa….

Sou

Sou terra, raio e trovão. Fogo. Vermelho. Pink. Um pouco, quase nada: água, ar. A absoluta sobrevivência. Preciso de chão pra fincar os pés. De cor pra me aquecer. E intensidade para viver.

o pior de tudo

o pior de tudo é ainda te amar é ainda sonhar com o amanhã é ainda me ver a teu lado. é ainda me saber totalmente tua você que nunca foi – nem quis ser – somente meu. esse querer foi sempre só meu.

Borboletas

De borboletas quase todo mundo gosta. Eu não. Elas me dão um estranho nervoso. São de uma leveza mortificante, de um esvoaçar cambaleante. De um nascer intrigante. “Belo”, dizem uns. Não eu. Me arrepiam os casulos dependurados, as larvas que rastejam aqui e acolá. Elas me remetem à morte devoradora. Mariposas negras rondam o verde que me cerca….

Jabuticaba

Amanheci assim: Uma jabuticaba. Suculenta, doce e apetitosa. Ela. Amanheci sedenta por ela. Foram tantas as teorias de infertilidade jabuticabóica. Outras tantas de medidas drásticas e cruéis. De pregos a machados. Ameaças e blasfêmias. E ela, feito esfinge. Resistiu, por ser bela. Vinte e dois anos depois, o pote generoso de sabor silvestre me lembra…

Meu lugar no mundo

Fui e voltei outra. Transtornada. Voltei desalmada. Meu eu sangra, esquartejado. Dividido. Meu lugar no mundo não é aqui. Meu corpo vaga perdido e deformado, tentando ocupar um espaço que não lhe pertence. Ele anseia sua alma. Alva. Límpida. A paz. Que ficou pra trás   Definitivamente: Aqui não é meu lugar.    

Casa de mãe

0:55 o número delata a hora. A buzina infernal e inflamatória, se esparrama ao léu, no breu da hora. O coração palpita. Acordo aos poucos. Maldito trem!!! Máquinas e vagões rasgam a noite ecoando estridente no túnel os trilhos metálicos. Os cachorros, gatos, sapos, grilos … e eu, ansiamos silêncio. Busco água. A sede é…

Luna

Lá fora, a lua seduz. Revela-se inteira por trás de um véu de nuvens brancas. Esfumaçada, brinca de ir e vir. Espia atentamente através do tule algodoado. Do alto, impera na noite. Segue sua dança, indiferente às estrelas. Aos cometas. Satélites. O silêncio é absoluto. O branco, lunar. Majestoso. A maresia no ar, o som…

o dito e o não dito

não lembro quando me calei, quando foi que meus olhos e meu corpo assumiram o controle pelo dito e o não dito. por covardia ou preguiça, muito foi calado. engavetado, arquivado. jamais esquecido. fortaleceu-se o agigantou-se o monstro do não dito. do silêncio covarde. ouço destroços e destruição, como cavalos selvagens atropelando o pasto.

Um livro por semana

Pra ler, olhar, sentir … Que seja para acarinhar poemas, biografias, contos, fotos, receitas, romances, dicas, mapas, histórias, lembranças. Que seja para ler dinâmica ou atentamente -ou apenas – escorregar os olhos por sumários, epígrafes, agradecimentos, poemas. Frases e citações. Da tropa aquartelada nas prateleiras da minha biblioteca Tenho várias vidas para desbravar … Vou…