perdas

se tenho medo de te perder? não. não tenho mais. aquele que eu temia perder já não existe mais. perdi faz tempo.

cochichos

não sei se abraço a vida ou a morte. a morte acena cheia de facilidades e finalizações. xeque mate. ponto final. já a vida, impõe sacrifícios e compensações. um ainda em constante processo. – o próximo. o seguinte. mais uma, outra vez – ando tão farta de me exigir e me infligir perfeição, decepção, dor….

na pele

vontade de arrancar a própria pele e me vestir outra. sair deste corpo que aperta. estrangula e sufoca. um corpo que não me serve, nem me define mais. ruiu, virou pó. espatifou. me esmigalhei inteira. sumo em frestas feito água. feito pó. sem forma, sem contorno. líquida. invisível. essa não sou eu. diluída, me agarro…

A ilusão do amor

Da ideia do amor. Do engano que é o amar iludido. Amar é bom demais. Desamar acorda o ódio. Amar é delirar, alucinar e perder –se de si mesma, da verdade, da razão. Acordar desta insanidade é pulo e queda vertiginosa sem escalas, misericórdia e compaixão na depressão, no desencanto, na dor. É espatifar-se. Quebrar-se inteira. Pra depois, logo…

Contabilidade afetiva

Desta vez, decidi não deixar de graça. Nada de descontos, Nem de suaves e intermináveis prestações a perder de vista. Desta vez, será à vista Com direito a juros estratosféricos e correção monetária astronômica. Mesmo assim, e tens de reconhecer, o preço será justo. Nada de pechincha, nada de promoção. Não é o caso, muito…

Amores

Já amei demais. Odiei outro tanto. O amor é leve. O ódio pesa. Boiar é preciso. A vida – generosa – ensina. Asnos e asnas – asas – não aprendem. Voam e se extraviam. Amores tem persona própria. Amor de macho e fêmea. Uno. Amor pa-maternal. Ático do universo. O amor fraterno – frágil, brando, permissivo, liberal…

Tento

Tento desesperadamente escrever sobre o amor. Não consigo. Ele simplesmente me emburrece, me cala, me absorve, me domina. Nada de palavras. A vida o escreve melhor.

“Meu lar …

está onde meu amor está. Pouco importa o lugar. Estar com quem amo é meu verdadeiro lar.”

Todas formas de amor

Um dia deprê, uma terça cinzenta e barulhenta convida a um filminho na tevê. Ovos, salsichas e suco light de manga na bandeja, sofá ao meio-dia, controle remoto na mão e eis que me deparo com um filme adorável e deprimente. Toda forma de amor é a matéria prima e o próprio filme. Do amor hétero…

Falar de amor

Falo pouco de amor. Não lembro. Esqueço. Mas Faço tudo, o tempo todo, Plena de amor. Então, falo de amor O tempo todo.

Encontrei um amor onde eu menos esperava!

Poderia escrever sobre o grande amor da minha vida, meu companheiro de 29 anos, sobre meus dois amados e maravilhosos filhos, meus pais, amigos, ou algum animal de estimação. Com certeza, teria muito o que falar sobre qualquer um deles. Mas quando pensei sobre qual amor escrever, lembrei-me imediatamente de minha casa. Um verdadeiro e…