Sobre o Caminho

“Dançando na luz” abriu a maratona Shirley MacLaine. Depois li “Minhas Vidas” e agora “O caminho – Uma jornada do Espírito”.  O interesse pela autora é antigo e se conecta com o interesse dela por vidas passadas, esoterismo e misticismo. Nada a ver com religiosidade. “O caminho” – título do livro – é o caminho de Santiago de Compostela, que fiz (uma parte) em 2010. Ele anda acenando e me convidando a voltar. A caminhada completa, 30 a 40 dias de peregrinação, foi pensada junto a Santo Tiago na Catedral de Compostela. Pelo que lembro, nem ele nem eu, cumprimos o combinado.

Enquanto leio e relembro a caminhada, reflexões como esta, me instigam a repensar o combinado, e, quem sabe, me levem a refazer a caminhada.

“Toda a vida é uma lição de autoconhecimento. Quanto mais entendermos sobre nós mesmos, mais seremos capazes de lidar com qualquer coisa.

Os líderes do mundo atual são exemplo disso. Cada um deles sofre da falta de autoconhecimento, por isso tantos agem de maneiras destrutivas. Eles são, na verdade, autodestrutivos. Destroem não apenas a si mesmos, mas as pessoas que lideram – Clinton, Milosevic, Osama bin Laden, os mulás do Irã, os governantes da China, e assim por diante. Os líderes que eu conhecera que haviam estado na prisão em confinamento solitário – Gandhi, Nelson Mandela – tinham resolvido muito dos seus conflitos interiores por terem sido forçados ao isolamento. E todos afirmaram que aquele foi o período mais importante de suas vidas. Hoje, poucos dedicam tempo à busca interior, e disso vem o estado do mundo, que beira o desastre. Com certeza, as pessoas comuns em qualquer sociedade não tem tempo para a busca interior porque estão presas à competição pela sobrevivência, devido ao materialismo furioso. As pessoas no mundo parecem presas a uma esteira de sobrevivência, ignorando as alegrias da evolução que só poderiam conhecer se gastassem algum tempo para descobrir quem são.”

(O caminho – Uma jornada do espírito, Shirley MacLaine, p. 114/115)

Livros Usados – Estante Virtual

Há trocentos anos atrás –  quando ainda adolescente ou jovem adulta – li o livro “Dançando na Luz” de Shirley MacLaine. Fiquei impressionada. Alguns anos atrás – passados uns 30 anos da primeira leitura – reli o livro. Através dele, fiquei sabendo de outros livros escritos pela autora: Minhas Vidas, Em busca do Eu, O caminho: uma jornada do espírito (encomendados) entre outros. Como são livros antigos, e não mais editados, tive de recorrer à Estante Virtual.

Pra quem não conhece – e o pouco que conheço e sei, vivi encomendando e recebendo livros – A Estante Virtual é um site no qual encontramos qualquer livro publicado. Muitas vezes, os livros que nos são indicados não estão mais disponíveis nem nas lojas, nem nos sites mais conhecidos, nem mesmo nas distribuidoras. São livros esgotados, que deixaram de ser reeditados. Pra encontrá-los só em sebos, onde, experiência própria, nunca encontrei livro recomendado algum. O máximo que encontrei foram espirros e olhos vermelhos.

Na Estante Virtual, até encontro livros novos. Mas, habitualmente, quando navego no site, estou em busca de livros sumidos. Esgotados. Não reeditados. Foi assim que encontrei Minhas Vidas, de Shirley MacLaine.

Shirley

Meu livro usado mais usado até agora.

Veio de Nova Friburgo, RJ, com aquele cheiro de sebo e umidade, cor de livro velho, textura e orelhas de abano típicos de livro bem, bem usado. Os outros dois, ainda estão à caminho e vem do Sebo do Brechó, de Ribeirão Preto, SP.

Pelo que sei, a Estante Virtual interliga vários sebos e livrarias de todo país. Ao escolher e encomendar seu livro, vc já vê se é usado ou novo e de onde ele vai vir. Quando encomendei “Minhas Vidas” encomendei o livro mais barato (pois todos os listados eram usados). Paguei R$ 3,14. Normalmente, o preço dos livros usados é baixo. Meus 3 livros da Shirley custaram R$ 11,71. O caro é o frete. Pra receber os três livros, de dois sebos diferentes (um do RJ, o outro de SP) paguei R$ 21,95. Mesmo assim, vale à pena. Importa saciar a curiosidade que certos livros despertam na gente. Sei que existe bibliografia atual e livros novos sobre o tema de Vidas Passadas.

Escolhi iniciar minha jornada pelas Vidas Passadas

de carona com Shirley MacLaine;

Folheando as  vidas passadas destes livros sumidos,

– em primeira pessoa –

Minha jornada também se inicia.