O que nos move

Tem texto que começo pelo título, depois desenvolvo a ideia. Engraçado que ela – a ideia – é o título, que por si só, dispensaria o texto. Ou seja, um texto com título, sem texto. No mínimo, estranho. Em tempos orgânicos, dinâmicos e objetivos, estranhezas assim acontecem. Tem outros textos paridos pela ideia. Escrevo, escrevo, desenvolvo, desenvolvo, concluo. Às vezes, apenas escrevo e … a ideia – de tão boa, grande ou inacabada – não cabe no título.  Este, vira uma fútil peça decorativa. Dispensável e insignificante. O título – “O que nos move” – era para outro texto. Aconteceu que, depois do título escrito, outra ideia nasceu de improviso e total independência. Este desencontro – entre o título e texto – gera um todo desconexo, insano, psicopata. Vou tentar de novo. Começando pelo título. A ideia é boa, o título também. O que nos move ….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s