Precisamos cuidar de Sérgio Moro

À medida que avançam as investigações do Lava Jato – empresas multadas e executivos punidos – fico esperando aparecerem os tais nomes dos políticos envolvidos no esquema. Da base à ponta da pirâmide. Imagino que é o que todos queremos. Mesmo que neguem, e como negam, pelo menos, o nome dos partidos políticos beneficiados, já foi citado. Pra variar, nenhum deles sabe, viu, nem desconfia de nada. Anjinhos na crosta de tiranossauros. Uns tremendos Senhores Caras de Pau.

Lula, desde sempre, diz que não viu, não sabe, nem desconfia de nada – alguém realmente acredita na santa inocência do nosso humilde operário ex-presidente? A partir dele, a ignorância ganhou status e novos ares quanto aos fatos. Não saber passou a ser a melhor defesa. Instalou-se a política da irresponsabilidade, da falta de caráter e inverdade. A quem possa interessar, a lição foi aprendida no ato e de imediato. Nada de exemplo de valores morais e princípios éticos.

Como não admirar a integridade, os princípios e valores do lendário presidente norte-americano Abraham Lincoln. E por que não citar a hombridade de FHC? Velhos tempos. Velhos valores? Nem pensar: seria a implosão da civilidade humana.

Nossa presidenta – diz estar apurando a corrupção “como nunca antes na história deste país”– céus, o que o governo PT fez nestes 12 anos de governo, além de criar bolsas, bolsas e mais bolsas? Ah sim, cotas, cotas e mais cotas. Deduz-se pelas palavras da presidenta, que os corruptos do governo FHC hibernaram e entraram num período sabático de bom comportamento. E só agora – depois de 12 anos de governo petista – estão sendo identificados nas catacumbas. Pois bem, nossa presidenta, que é como ela gosta de ser chamada, nem sempre segue à risca a lição de seu predecessor. Nada de embaixatriz da boa vontade ou de fazer merchandising internacional. Dilma não precisa ser aprovada pelo resto do mundo. Ela se basta ao ser uma ex-torturada da ditadura militar a quem todo e qualquer benefício ou privilégio é devido. O poder da governança lhe dá ares de arrogância a ponto de estremecer as relações diplomáticas com o pacífico governo indonésio. Nosso governo/diplomacia brasileira está ressentida com o estrondoso “NÃO” imposto pela Indonésia. Apesar dos pesares, concordo com a postura aquele pequeno país asiático, mesmo sofrendo a dor destas mães e famílias brasileiras. Se a pena de morte foi o meio encontrado pela Indonésia para manter a ordem entre seus habitantes, devemos respeitar a soberania de suas leis. Poderíamos aprender com os indonésios! Mas, como o Brasil é o Brasil, a droga é apenas mais uma das mazelas do nosso dia a dia. Somam-se à ela a violência, a miséria, o desemprego, a prostituição, a corrupção …

Nos tornamos uma terra sem lei e sem limites. Onde os mandantes maiores não vêem nada. Não sabem de nada. Onde a verdade tornou-se raridade. Onde os escândalos e as denúncias se multiplicam exponencialmente, se empilham, desmoronam e somem nos ralos da impunidade e da sem-vergonhice generalizada. A lista do que escorre nesta podridão é enorme.

Já perdi o fio da meada faz tempo. O que fazer se cada dia surgem novas pontas?

Aí surge um homem disposto a correr riscos pra fazer prevalecer a verdade, disposto a moralizar um pais chacinado por mentiras e desenganos. Alguém disposto a dizer NÃO à impunidade e aos conchavos políticos. NÃO à falta de limites. Depois do assassinato do promotor federal argentino Alberto Nisman, da morte suspeita daquele prefeito venezuelano, pensei nos riscos que corre o nosso juiz Sérgio Moro. Alguém duvida desta possibilidade? E queima de arquivo? Sinceramente, enquanto os executivos das empreiteiras estiverem presos, sob a proteção da Polícia Federal, não estarão eles mais seguros?

Estaria eu lendo romances e filmes policiais demais?

O que tem me deixado aflita é o futuro da Operação Lava Jato. Chegou a vez da classe política ser investigada, processada, criminalizada. Doa a quem doer. Os executivos e as empresas já estão amargando multas e punições. A cadeia. A classe política, ainda não. Estão esperando o quê?

Uma nova receita de pizza?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s